TECNOLOGIA DIGITAL E AGÊNCIA: RESSIGNIFICANDO A TAREFA DA ESCRITA ESCOLAR

Autores

  • Júlio Araújo Universidade Federal do Ceará
  • Messias Dieb Universidade Federal do Ceará

DOI:

https://doi.org/10.18309/anp.v1i37.771

Palavras-chave:

Escrita, Tecnologia digital, Agência, Letramentos, Relação com o saber

Resumo

Os conceitos de agência, letramentos e relação com o saber iluminam a análise das relações que estudantes de uma escola situada em zona periférica de Fortaleza têm construído com a tarefa da escrita envolvendo as tecnologias digitais. Os resultados mostram que, pelo exercício da escrita de tirinhas em ferramentas digitais, como a Pixton, esses sujeitos se movimentam no ambiente estruturante da escola e nele tentam obter suas conquistas, tanto pessoais como coletivas, auxiliados pelos recursos que tais tecnologias oferecem.

 

Downloads

Não há dados estatísticos.

Metrics

Carregando Métricas ...

Biografia do Autor

Júlio Araújo, Universidade Federal do Ceará

Possui Graduação em Letras Vernáculas pela Universidade Federal do Acre; Especialização em Educação pela Faculdade de Educação de Cacoal; Mestrado em Linguística pela Universidade Federal do Ceará; Doutorado em Linguística pela Universidade Federal do Ceará. Pós-Doutor em Estudos Linguísticos pela UFMG. Atua na área de Linguística Aplicada em interface com Pragmática, Linguística Textual e as Teorias Críticas do Discurso.

Messias Dieb, Universidade Federal do Ceará

Possui Graduação em Pedagogia pela Universidade Estadual Vale do Acaraú; Mestrado em Educação pela Universidade Federal do Ceará; Doutorado em Educação Brasileira pela Universidade Federal do Ceará. Atualmente é professor na Universidade Federal do Ceará.

Downloads

Publicado

2014-12-19

Como Citar

Araújo, J., & Dieb, M. (2014). TECNOLOGIA DIGITAL E AGÊNCIA: RESSIGNIFICANDO A TAREFA DA ESCRITA ESCOLAR. Revista Da Anpoll, 1(37), 37–55. https://doi.org/10.18309/anp.v1i37.771