Ensinar e aprender português na Itália

Autores

DOI:

https://doi.org/10.18309/ranpoll.v52iesp.1590

Palavras-chave:

PLE (português língua estrangeira), Políticas linguísticas, Ensino de português

Resumo

O presente artigo pretende problematizar a situação do ensino do português como língua estrangeira a partir do contexto concreto do ensino na Itália, com o intuito de evidenciar características salientes e desafios. No contexto italiano, o ensino do português afirma-se quase exclusivamente no âmbito universitário, encontrando algumas dificuldades para se consolidar e alargar. Apresentam-se a este respeito algumas questões prementes que envolvem a oportunidade de uma convergência ou de uma coordenação entre as políticas promovidas por Portugal e pelo Brasil, na ótica de atualizar as suas práticas em função do discurso oficial sobre a projeção internacional e o valor global do português.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Metrics

Carregando Métricas ...

Biografia do Autor

Vanessa Ribeiro Castagna, Università Ca’ Foscari, Veneza, Itália

Vanessa Ribeiro Castagna é Professora Associada na Universidade Ca' Foscari de Veneza, Itália, tradutora e pesquisadora da Língua Portuguesa, em suas variantes PE e PB, o que a constitui como grande colaboradora na difusão da Língua Portuguesa como língua estrangeira.

Referências

BALBONI, Paolo E. Il docente di lingua: tra ricerca linguistica e glottodidattica. In: FERRERI, Silvana (Org.). Le lingue nelle Facoltà di Lingue. Tra ricerca e didattica. Viterbo: Sette Città, e-book 2014 [2008], p. 140-149.

BEVILACQUA, Maurizio. Il plurilinguismo nell’istruzione pubblica italiana: elementi di storia dell’insegnamento della lingua portoghese tra istituzioni educative medie e superiori. Estudos italianos em Portugal, n. 11, p. 151-165, 2016. DOI: https://doi.org/10.14195/0870-8584_11_12

CANEPARI, Luciano. Pronuncia portoghese per italiani. Roma, Aracne, 2010.

CASTRO, Ivo. Breve sumário da história da língua portuguesa. In: CASTRO, Ivo (Org.). História da língua portuguesa em linha. Online, Centro Virtual Camões, 2020. Disponível em: http://cvc.instituto-camoes.pt/conhecer/bases-tematicas/historia-da-lingua-portuguesa.html Acesso em: 15 de dezembro de 2020.

CECÍLIO, Lívia Assunção. Um panorama do ensino da língua português nas universidades italianas. In: MEYER, Rosa Maria de Brito e ALBUQUERQUE, Adriana (Orgs.), Português: uma língua internacional. Rio de Janeiro: Editora PUC-Rio, 2015. p. 95-110.

CINTRA, Luís F. Lindley; CUNHA, Celso. Nova gramática do português contemporâneo. Lisboa: Sá da Costa, 1984.

CONSELHO DA EUROPA. Quadro Europeu Comum de Referência para as Línguas – Aprendizagem, ensino, avaliação. Porto, Asa Editores, 2001.

FERREIRA, Teresa S. e MELO-PFEIFER, Sílvia. Política linguística e ensino de português para a Diáspora. In: PINTO, Paulo Feytor; MELO-PFEIFER, Sílvia (Orgs.). Políticas linguísticas em português. Lisboa: Lidel, 2018, p. 240-258.

FERRERI, Silvana. Lingue in cerca di identità. In: FERRERI, Silvana (Orgs.). Le lingue nelle Facoltà di Lingue. Tra ricerca e didattica. Viterbo: Sette Città, e-book 2014 [2008], p. 6-10.

GROSSO, Maria José (Org.). QuaREPE, Quadro de Rereferência para o Ensino Português no Estrangeiro. Documento orientador. Lisboa: Ministério da Educação, 2011.

ITÁLIA. Lei n. 240, de 30 de dezembro 2010. Norme in materia di organizzazione delle università, di personale accademico e reclutamento, nonché delega al Governo per incentivare la qualità e l'efficienza del sistema universitario. Gazzetta Ufficiale n. 10 de 14 de janeiro de 2011 – Suplemento Ordinário n. 11.

MENDES, Edleise. Políticas linguísticas do Brasil no Exterior: entre o isolamento e a cooperação. In: PINTO, Paulo Feytor; MELO-PFEIER, Sílvia (Orgs.). Políticas linguísticas em português. Lisboa: Lidel, 2018, p. 210-239.

MINISTERO DELL’UNIVERSITÀ E DELLA RICERCA. Decreto Ministerial de 4 de outubro 2020. Gazzetta Ufficiale n. 249 de 24 de outubro 2000 – Suplemento Ordinário n. 175. Disponível em: http://attiministeriali.miur.it/anno-2000/ottobre/dm-04102000.aspx Acesso em: 15 de dezembro de 2020.

OLIVEIRA, Gilvan Müller. Um Atlântico ampliado: o português nas políticas linguísticas do século XXI. In: MOITA LOPES, Luiz Paulo da (Orgs.), O português no século XXI. Cenário geopolítico e sociolinguístico. São Paulo: Parábola, 2013, p. 53-74.

PINTO, Paulo Feytor. Como pensamos a nossa língua e as línguas dos outros. Lisboa: Editorial Estampa, 2001.

RUSSO, Mariagrazia. O presente e o futuro da língua portuguesa na escola italiana. In: LUPETTI, Monica; TOCCO, Valeria (Orgs.). Giochi di specchi. Modelli, tradizioni, contaminazioni e dinamiche interculturali nei e tra i paesi di lingua portoghese. Pisa: Edizioni ETS, p. 53-68.

RUSSO, Mariagrazia. Quale lingua e traduzione in una Facoltà di Lingue e letterature straniere? Il caso del portoghese. In: FERRERI, Silvana (Org.). Le lingue nelle Facoltà di Lingue: tra ricerca e didattica. Viterbo: Sette Città, e-book 2014 [2008], p. 150-161.

SILVA, Augusto Soares da. O português no mundo e a sua estandardização: entre a realidade de uma língua pluricêntrica e o desejo de uma língua internacional. In: BARROSO, Henrique (Org.). O português na casa do mundo, hoje. V.N. Famalicão, Edições Húmus, 2018, p. 111-132.

TEYSSYER, Paul. História da língua portuguesa. 5ª ed. Trad. de Celso Cunha. Lisboa: Sá da Costa, 1993.

Outras referências consultadas

º Encontro da Rede de Ensino Português no Estrangeiro – Parte 1. Produção: Instituto Camões. [S. l.: s. n.], 22 de julho 2020. Disponível em: https://www.youtube.com/c/CamoesIP. Acesso em: 15 de dezembro de 2020.

CAMÕES: Instituto da Cooperação e da Língua, Ministério dos Negócios Estrangeiros, 2016.

Disponível em: http://www.instituto-camoes.pt. Acesso em: 15 de dezembro de 2020.

MIUR: Ministero dell’Istruzione, Ministero dell’Università e della Ricerca, 2018. Disponível em: http://www.miur.gov.it/. Acesso em: 15 de dezembro de 2020.

OBSERVATÓRIO DA EMIGRAÇÃO: Centro de Investigação e Estudos de Sociologia Instituto Universitário de Lisboa, s.a. Disponível em: http://www.observatorioemigracao.pt. Acesso em: 15 de dezembro de 2020.

PORTALE INTEGRAZIONE MIGRANTI. Ministero del Lavoro e delle Politiche Sociali, Ministero dell’Interno, Ministero dell’Istruzione, dell’Università e della Ricerca, s.a. Disponível em: http://www.integrazionemigranti.gov.it Acesso em: 15 de dezembro de 2020.

REDE BRASIL CULTURAL: Divisão de Promoção da Língua Portuguesa, Ministérios das Relações Exteriores, s.a. Disponível em: http://redebrasilcultural.itamaraty.gov.br Acesso em: 15 de dezembro de 2020.

Downloads

Publicado

2021-09-27

Como Citar

Castagna, V. R. (2021). Ensinar e aprender português na Itália. Revista Da Anpoll, 52(esp), 157–172. https://doi.org/10.18309/ranpoll.v52iesp.1590

Edição

Seção

GT de Sociolinguística, 35 anos depois: reflexões e cenários