Estudos de contato no GT de Sociolinguística

Autores

DOI:

https://doi.org/10.18309/ranpoll.v52iesp.1587

Palavras-chave:

Sociolinguística de Contato, Contato Linguístico, Multilinguismo, Plurilinguismo, Línguas em Situação Minoritária

Resumo

O presente artigo é parte do número especial sobre o Grupo de Trabalho (GT) de Sociolinguística da Associação Nacional de Pós-Graduação e Pesquisa em Letras e Linguística (ANPOLL) ao longo de seus 35 anos de existência. Buscamos traçar aqui um perfil das pesquisas feitas na área do multi/plurilinguismo e do contato linguístico que vêm sendo reportadas no GT, tentando fazer uma rápida explanação teórica de pontos basilares bem como um resgate histórico de momentos e temas desse âmbito. O objetivo é dar visibilidade às pesquisas e discussões sobre os assuntos elencados (multi/plurilinguismo e contato linguístico) e suas temáticas afins (variação, mudança, identidade, políticas linguísticas etc.), as quais, atualmente, estão reunidas no assim denominado Eixo 2 do GT, intitulado “Contato, Variação e Identidade”. Assim, pretendemos traçar um perfil histórico do Eixo e contribuir na divulgação das pesquisas em sociolinguística feitas nos programas de pós-graduação de universidades brasileiras.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Metrics

Carregando Métricas ...

Biografia do Autor

Mônica Maria Guimarães Savedra, Universidade Federal Fluminense, Niterói, Rio de Janeiro, Brasil

Possui doutorado em Linguística pela Universidade Federal do Rio de Janeiro (1994).  Realizou pesquisa de pós-doutorado na Universität Duisburg-Essen (2004) com bolsa do DAAD (Serviço Alemão de Intercâmbio Acadêmico) Atualmente é professora da Universidade Federal Fluminense - UFF, onde desenvolve pesquisas e orienta na área de sociolinguística, com ênfase na área de contato linguístico, com especial atenção para línguas de imigração, no âmbito da temática de bilinguismo/bilingualidade, plurilinguismo/plurilingual idade e línguas pluricêntricas. Coordenou o PPG de Estudos de Linguagem da UFF de 2014 a 2018.  Foi coordenadora do GT de Sociolinguística da ANPOLL de 2006 a 2010. Coordenou um projeto PROBRAL com a Universität Duisburg-Essen, Alemanha no biênio 2006-2007 e  um PROBRAL II de cotutela doutoral em parceria com a Europa-Universität Viadrina,  Alemanha (2015-2018).  Desde 2013 coordena o Laboratório de Pesquisa em Contato Linguístico da UFF  (LABPEC UFF) e desde 2018 o projeto CAPES -Print-UFF  "Multilinguismo, Direitos linguísticos e Desigualdade Social". Participa da Cátedra Unesco para o Multilinguismo e atua na coordenação da comissão de línguas ameaçadas da ABRALIN desde 2020.  Mônica é Cientista do nosso estado (CNE) pela Fundação Carlos Chagas de Amparo à Pesquisa do Estado do Rio de Janeiro-FAPERJ  e bolsista de produtividade do CNPq. 

Karen Pupp Spinassé, Universidade Federal do Rio Grande do Sul, Porto Alegre, Rio Grande do Sul, Brasil

É professora da Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS) desde 2006, é doutora em Linguística Aplicada (especificamente Deutsch als Fremdsprache) pela Technische Universität Berlin e pós-doutora na área de Bilinguismo e Educação Bilíngue pela Universität Potsdam e pela Friedrich-Alexander-Universität Erlangen-Nürnberg. Atua no ensino de língua alemã e é pesquisadora das linhas de pesquisa de Linguística Aplicada, com foco na didática de ensino de línguas estrangeiras, e de Sociolinguística, com foco nas línguas minoritárias de imigração e nas políticas linguísticas em contexto escolar. É pesquisadora-fundadora do Centro de Estudos Europeus e Alemães (CDEA) e membro catedrático do Instituto Histórico de São Leopoldo (IHSL).

Referências

HAUGEN, Einar. Language Planning in Modern Norway (1959 [1961]). In: DIL, A. S. The Ecology of Language: Essays by Einar Haugen. Stanford: Stanford University Press. 1972. p. 133-147.

HEYE, Jürgen; SAVEDRA, Mônica Maria Guimarães (Orgs.). Revista Palavra, n. 11, Volume Temático “Línguas em Contato”, 2003.

MACHADO VIEIRA, Marcia dos S.; WIEDEMER, Marcos Luiz (Orgs.). Dimensões e Experiências em Sociolinguística. Blücher: Open Access. 2019.

MACKEY, William Francis. The Ecology of Language Shift (1980). In: FILL, Alwin; MÜHLHÄUSLER, Peter (Orgs.). The Ecolinguistics Reader. London: Continuum. 2001. p. 67-74.

MELLO, Heliana; ALTENHOFEN, Cléo V.; RASO, Tommaso (Orgs.). Os Contatos linguísticos no Brasil. Belo Horizonte: Ed. UFMG. 2011.

RONCARATI, Claudia; ABRAÇADO, Jussara. Português Brasileiro II: Contato linguístico, Heterogeneidade e História. Niterói: Eduff. 2008.

RONCARATI, Claudia; ABRAÇADO, Jussara. Português Brasileiro: Contato linguístico, Heterogeneidade e História. Rio de Janeiro: 7 Letras. 2003.

SAVEDRA, Mônica Maria Guimarães. Estudos e Pesquisas em Sociolinguística no contexto plurilíngue do Brasil. Revista da ANPOLL: 25 anos. Linguística: percursos e perspectivas, v. 1, n. 29, p. 219-234, 2010.

SAVEDRA, Mônica Maria Guimarães. Language vitality and transculturalization of european immigrant minorities: pomeranian in Brazil. Diadorim, Rio de Janeiro, v. 22, n. 1, p. 79-92, 2020.

SAVEDRA, Mônica Maria Guimarães; CHRISTINO, Beatriz; PUPP SPINASSÉ, Karen; ARAÚJO, Silvana S. de Farias. Estudos em sociolinguística de contato no Brasil: a diversidade etnolinguística em debate, Cadernos de Linguística. no prelo.

SAVEDRA, Mônica Maria Guimarães; GAIO, Mario L. M.; NETO, Marciolino E. C. Contato Linguístico e imigração no Brasil: fenômenos de manutenção/revitalização, language shift e code-switching. Veredas on-line, Juiz de Fora, v. 19, n.1, p. 71-91, 2015.

SAVEDRA, Mônica Maria Guimarães; MARTINS, Marco Antônio; DA HORA, Dermeval. Identidade Social e Contato Linguístico no Português Brasileiro. Rio de Janeiro: Eduerj. 2015.

SAVEDRA, Mônica Maria Guimarães; MAZZELLI, Leticia R. A língua pomerana em percurso histórico brasileiro: uma variedade (neo)autóctone. Working Papers em Linguística, Florianópolis, v. 18, n. 1, p. 6-22, jan./jul. 2017.

SAVEDRA, Mônica Maria Guimarães; PUPP SPINASSÉ, Karen. O ensino de variedades germânicas em contextos de contato linguístico: conceitos, princípios e diretrizes. In: KRETSCHMER, Johannes; SAVEDRA, Mônica M. G.; BOLACIO FILHO, Ebal Sant’Anna; FERREIRA, Mergenfel Vaz; LAGES, Susana Kampff. Travessias, Encontros, Diálogos nos Estudos Germanísticos no Brasil. Niterói: Eduff/ABEG. no prelo.

TARALLO, Fernando (Orgs.). Fotografias sociolinguísticas. Campinas: Pontes. 1989.

THOMASON, Sarah G. Language Contact: An Introduction. Edinburgh: Edinburgh University Press. 2001.

VANDRESEN, Paulino (Orgs.). Variação, Mudança e Contato Linguístico no português da Região Sul. Pelotas: EDUCAT. 2006.

VON BORSTEL, Clarice. A linguagem sociocultural do Brasildeutsch. São Carlos: Pedro & João Editores. 2011.

WEINREICH, Uriel. Is a Structural Dialectology Possible? Word 10, p. 388-400, 1954.

WEINREICH, Uriel. Languages in contact, findings and problems. New York: Linguistic Circle of New York. 1953.

WINFORD, Donald. An Introduction to Contact Linguistics. Oxford: Blackwell. 2003.

Downloads

Publicado

2021-09-27

Como Citar

Savedra, M. M. G., & Spinassé, K. P. (2021). Estudos de contato no GT de Sociolinguística. Revista Da Anpoll, 52(esp), 103–117. https://doi.org/10.18309/ranpoll.v52iesp.1587

Edição

Seção

GT de Sociolinguística, 35 anos depois: reflexões e cenários