Processos de Formação de Neologismos no Instagram

Mirella De Souza Balestero, Camila Bordonal Clempi, Daniel Soares Da Costa

Resumo


Neste artigo, temos como objetivo estudar os processos de formação de neologismos inseridos no meio digital Instagram, em 2017, a partir das seguintes palavras: sabadar, pleníssimo, estranhice, carnistas, contatinho, pré-nada, baile, stalker, stalkeio e meme. Valemo-nos dos fundamentos teóricos da morfologia do português e verificamos o possível registro das palavras selecionadas nos dicionários Houaiss (2009), Aurélio (FERREIRA, 2009) e Michaelis (2017), além da aceitação da comunidade linguística. Como resultado de nossa pesquisa, neologismos produzidos pelo processo de derivação sufixal foram os casos mais produtivos.


Palavras-chave


Morfologia; Formação de Palavras; Neologismo

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.18309/anp.v1i50.1230

Métricas do artigo

Carregando Métricas ...

Metrics powered by PLOS ALM


Direitos autorais 2020 Mirella de Souza Balestero, Camila Bordonal Clempi, Daniel Soares da Costa

Creative Commons License
This work is licensed under a Creative Commons Attribution 3.0 License.