PERSPECTIVAS ESTRUTURANTES: CONTRIBUIÇÕES DA NARRATOLOGIA PÓS-CLÁSSICA PARA O ESTUDO DA FOCALIZAÇÃO NARRATIVA

Autores

  • RAQUEL TRENTIN OLIVEIRA UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA MARIA

DOI:

https://doi.org/10.18309/anp.v1i41.984

Palavras-chave:

Narratologia Pós-Clássica, Focalização, Dinamicidade Narrativa

Resumo

Focos narrativos complexos, como os preponderantes em O som e a fúria, de Faulkner, e Em busca do tempo perdido, de Proust, justificam, por si mesmos, a significância do processo de focalização em uma narrativa e a relevância de um estudo abrangente e aprofundado do tema, sem reduzi-lo a classificações superficiais e restritivas. Neste artigo, analiso criticamente alguns dos enfoques dados ao problema pela chamada narratologia pós-clássica (ainda pouco divulgada no Brasil), a qual, por meio do diálogo com outras áreas do saber, tem considerado a focalização como um processo dinâmico, resultante da interdependência dos atos de percepção, cognição e mediação semiótica.

 

 

Creative Commons License 
This work is licensed under a Creative Commons Attribution 3.0 License.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Metrics

Carregando Métricas ...

Downloads

Publicado

2016-12-30

Como Citar

OLIVEIRA, R. T. (2016). PERSPECTIVAS ESTRUTURANTES: CONTRIBUIÇÕES DA NARRATOLOGIA PÓS-CLÁSSICA PARA O ESTUDO DA FOCALIZAÇÃO NARRATIVA. Revista Da Anpoll, 1(41), 107–117. https://doi.org/10.18309/anp.v1i41.984

Edição

Seção

II. NARRATIVA, PERSONAGEM, IDEOLOGIA