PARALELISMO ENTRE DP E CP A PARTIR DAS NOMINALIZAÇÕES NA LÍNGUA TENETEHÁRA1

Autores

  • Quesler Fagundes Camargos Universidade Federal de Minas Gerais
  • Ricardo Campos Castro Universidade Federal de Minas Gerais

DOI:

https://doi.org/10.18309/anp.v1i34.675

Palavras-chave:

Tempo. Atribuição de caso. Nominalização. Língua Tenetehára. Tupí-Guaraní

Resumo

Neste artigo, pretendemos investigar as nominalizações na língua Tenetehára (família Tupí-Guaraní) a fim de demonstrar que o DP e o CP contêm os núcleos funcionais To e Aspo, os quais são responsáveis pela codificação do tempo e do aspecto das sentenças nominais e verbais. A partir das ideias essenciais da proposta de Chomsky (2001, 2002), nossa hipótese é que os morfemas de tempo que aparecem em DPs e em CPs podem ser tratados como uma instanciação morfológica do núcleo funcional To. Essa morfologia serve como evidência de que ocorre atribuição de Caso estrutural para os possuidores e para os argumentos internos, ambos dentro do DP e do CP, respectivamente

Downloads

Não há dados estatísticos.

Metrics

Carregando Métricas ...

Biografia do Autor

Quesler Fagundes Camargos, Universidade Federal de Minas Gerais

Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG), Belo Horizonte, Minas Gerais, Brasil. Doutorando no Programa de Pós-Graduação em Estudos Linguísticos da Faculdade de Letras da UFMG. Mestre em Estudos Linguísticos da Faculdade de Letras da UFMG

Ricardo Campos Castro, Universidade Federal de Minas Gerais

Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG), Belo Horizonte, Minas Gerais, Brasil. Doutorando no Programa de Pós-Graduação em Estudos Linguísticos da Faculdade de Letras da UFMG. Mestre em Estudos Linguísticos da Faculdade de Letras da UFMG.

Downloads

Publicado

2013-12-15

Como Citar

Camargos, Q. F., & Castro, R. C. (2013). PARALELISMO ENTRE DP E CP A PARTIR DAS NOMINALIZAÇÕES NA LÍNGUA TENETEHÁRA1. Revista Da Anpoll, 1(34), 393–434. https://doi.org/10.18309/anp.v1i34.675