Paralelos temáticos em Shakespeare e a Poesia Urdu do século XIX: um estudo comparativo

Muhammad Imran, Muhammad Afzaal, Neelum Almas, Hammad Mushtaq

Resumo


O presente artigo destaca que, apesar da poesia Urdu no século XIX e o Inglês no tempo de Shakespeare serem a personificação de dois diferentes fatores culturais, sociais, religiosos e ambientais, em suas filosofias básicas, as duas obras compartilham muito daquilo que aparenta ser originário de um mesmo domínio de pensamento. Neste artigo, os autores focalizam apenas na comparação temática de ideia centrais, concentrando-se em tópicos e temas familiares naquele tempo, como vida e morte, amor, o elogio de si mesmo, teoria da compensação, imortalidade, perda e exílio e música. O artigo discute também como os sonetos e peças de Shakespeare e os poetas Ghalib, Mir, Zafar e Zauq, da poesia Urdu do século XIX, apresentam inquietações comuns apesar das fronteiras geográficas e temporais.

Palavras-chave


Poesia Urdu; Shakespeare; Ideia universais; Subcontinente; Natureza humana

Texto completo:

PDF (English)


DOI: https://doi.org/10.18309/anp.v51i3.1469

Métricas do artigo

Carregando Métricas ...

Metrics powered by PLOS ALM


Direitos autorais 2020 Muhammad Imran et al.

Creative Commons License
This work is licensed under a Creative Commons Attribution 3.0 License.