As ranhuras da natureza humana em "Pai contra mãe", de Machado de Assis

Raquel Cristina Ribeiro Pedroso, Gabriela Kvacek Betella

Resumo


Considerando a constituição do sujeito moderno na obra machadiana, objetiva-se analisar a representação de pulsões humanas no conto “Pai contra mãe”, publicado na coletânea Relíquias de Casa Velha, de 1906, por Machado de Assis. O conto citado abrange aspectos da moralidade que entrelaçam instintos de crueldade e natureza do mal como parte congênita da formação do entorno social. Pretende-se descrever a reificação do homem pela escravidão em meio à luta de autopreservação e tendências da alma para a percepção de caminhos possíveis frente a situações de ameaça.


Palavras-chave


Machado de Assis; Moral; Pulsões humanas; “Pai contra mãe”; Escravidão

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.18309/anp.v51i3.1463

Métricas do artigo

Carregando Métricas ...

Metrics powered by PLOS ALM


Direitos autorais 2020 Raquel Cristina Ribeiro Pedroso, Gabriela Kvacek Betella

Creative Commons License
This work is licensed under a Creative Commons Attribution 3.0 License.