A fala do outro: representação e estereótipo na literatura lusófona contemporânea

Autores

DOI:

https://doi.org/10.18309/anp.v1i50.1350

Palavras-chave:

Estereótipo Linguístico, Tradução Interlinguística, Português Europeu, Português Brasileiro, Ficção Contemporânea

Resumo

Numa altura em que os estudos linguísticos agudizam a consciência da diversidade entre variedades nacionais da língua portuguesa – sobretudo entre PE (Português Europeu) e PB (Português Brasileiro) – regista-se na literatura produzida tanto em Portugal como no Brasil a ocorrência de várias tentativas de representação linguística do outro em diálogos entre personagens portuguesas e brasileiras. Se, por um lado, esse tipo de ocorrência descerra um interesse pela diversidade e a consciência de que essa diversidade existe, por outro lado, pelo menos uma parte dessas narrativas, ao apresentar o diálogo na diversidade, acaba por estereotipar as recíprocas identidades. Nessa perspetiva, a análise proposta cruza o domínio da sociolinguística e o da crítica literária, com o intuito de analisar a representação do contacto entre PE e PB em obras da literatura lusófona contemporânea, patenteando processos de normalização e estereotipização recorrentes.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Metrics

Carregando Métricas ...

Downloads

Publicado

2019-12-30

Como Citar

Castagna, V. (2019). A fala do outro: representação e estereótipo na literatura lusófona contemporânea. Revista Da Anpoll, 1(50), 12–19. https://doi.org/10.18309/anp.v1i50.1350

Edição

Seção

Estudos Literários 2019