Uma perspectiva pragmática para o estudo dos letramentos em periferias brasileiras

Daniel do Nascimento e Silva

Resumo


Este texto apresenta as linhas gerais de uma perspectiva pragmática para a abordagem dos letramentos em periferias brasileiras. ‘Pragmático’ aqui é entendido como aquilo que produz uma série de efeitos no mundo (conforme John L. Austin e Judith Butler) e também como prática que conjuga a tríade lei do sistema, rapidez da atividade e olhar reflexivo dos atores (conforme a abordagem da prática comunicativa de William Hanks). O artigo extrai as características de uma abordagem pragmática dos letramentos de trabalhos que problematizam e politizam a relação entre oralidade e escrita e que questionam o que conta como escrita numa sociedade. Retira essas características também de pesquisas etnolinguísticas com sistemas de escrita e de inscrição pictórica em grupos ameríndios, as quais sugerem não haver grupo humano sem um sistema convencional de grafismo. Em vista disso, a abordagem pragmática dos letramentos em periferias é, em última instância, uma forma de dialogar com pessoas que em alguma medida já escrevem, embora suas práticas não sejam legitimadas como escrita.


Palavras-chave


Letramentos; Pragmática; Periferia; Etnografia

Texto completo:

PDF/A


DOI: https://doi.org/10.18309/anp.v1i49.1300

Métricas do artigo

Carregando Métricas ...

Metrics powered by PLOS ALM


Direitos autorais 2019 Daniel do Nascimento e Silva

Creative Commons License
This work is licensed under a Creative Commons Attribution 3.0 License.