Correspondências euro-americanas: Poe, Baudelaire, Valéry, Wilson e a construção do simbolismo

Anelito Pereira de Oliveira

Resumo


Este artigo revisita um dos temas complexos da história literária ocidental, que é a construção da poética simbolista no século XIX, passo decisivo na instauração da modernidade. Detém-se, para tanto, na relação entre Edgar Alan Poe e Charles Baudelaire, responsável, com traduções pioneiras, pela apresentação do autor estadunidense ao mundo letrado francês. A abordagem é estimulada pela interpretação que Paul Valéry faz da relação entre os dois autores, bem como pela interpretação que Edmund Wilson apresenta do quadro literário romântico anglo-saxão. O Simbolismo, à luz das reflexões desses autores, seria resultante de uma ação supra-nacional, de uma política de poetas, que teve como fim superar limitações sociais e cultuais de países específicos, de estados-nação.


Palavras-chave


Simbolismo; Edgar Allan Poe; Charles Baudelaire

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.18309/anp.v1i43.1064

Métricas do artigo

Carregando Métricas ...

Metrics powered by PLOS ALM


Direitos autorais 2018 Anelito Pereira de Oliveira

Creative Commons License
This work is licensed under a Creative Commons Attribution 3.0 License.